"Um diálogo possível e necessário"


Autor: Claudio Luis de Alvarenga Barbosa
Editora: Vozes
Ano: 2011
N° de páginas: 182 páginas
ISBN: 978-85-326-3950-9

Que sentido podem tomar alguns conteúdos das aulas de Educação Física Escolar em relação à vida do aluno fora da escola? O que se passa na cabeça de um aluno do Ensino Médio, por exemplo, quando se vê "obrigado" a participar das aulas de Educação Física? Responder a estas questões não é tarefa fácil para o professor de Educação Física, pois ele próprio, como fruto do sistema educacional, recebeu em sua formação acadêmica "fórmulas prontas" sobre o que é e para que serve a Educação Física.


Portanto, o grande desafio que se instaura a partir desse contexto é repensar a própria Educação Física e seu papel na escola contemporânea; repensar os objetivos educacionais dessa disciplina e, consequentemente, seus conteúdos e métodos de ensino. Ou seja, é necessário redefinir a Educação Física Escolar sob o prisma de uma didática crítica e transformadora; uma didática que tangencie diferentes áreas do conhecimento humano, como a Filosofia, a História, a Psicologia, a Antropologia. Eis o desafio que permanentemente se põe ao professor de Educação Física que atua na escola. E este livro é uma tentativa de ajudá-lo nessa empreitada.

O livro apresenta uma linguagem simples, porém formal. Seu objetivo é relacionar a Didática com a Educação Física Escolar e com isso fazer uma reflexão sobre os parâmetros atuais que dão subsídio ao professor atualmente. Trazendo à tona assuntos como planos de ensino, planejamento, objetivos, conteúdos, esporte como conteúdo, avaliação e recursos audiovisuais. Já no começo de seu livro, quando o autor ainda explicava o sentido da Didática na formação do educador, encontrei um trecho que me chamou a atenção:

"(...) no que diz respeito a uma "cultura do movimento humano", todos somos educadores e educandos, ao mesmo tempo."p.15

É relevante pois eu também compartilho deste pensamento, de que ao mesmo tempo que ensinamos, aprendemos. É fato que "cultura" é tudo aquilo que o homem cria, sendo assim qualquer criança, jovem ou adulto pode fazer cultura. E deve - se incentivar e valorizar a mesma. Outro ponto que me interessou muito foi onde o autor apresentou um ideal de Didática para a formação do licenciado de Educação Física:

"Atuando como mediadora entre o aluno e a sociedade, ou seja, entre as condições de origem do aluno e sua distinção social, a Didática cumpre seu papel na medida em que provê as condições e os meios que assegurarão o encontro do aluno com os conteúdos de um determinado saber. "p.23

Penso ser muito válido o aperfeiçoamento da Didática no curso da Educação Física, principalmente porque ela é uma disciplina que quando bem instruída e planejada se utiliza para o resto da vida profissional. Pode ser comparada com aquele ditado "Não dê o peixe, ensine como pescar" e acredito que o professor conseguirá "pescar" mais facilmente com os meios que a Didática oferece.

O livro também vai tratar de planejamento e planos e o que mais adimirei foi a ajuda e orientação que o autor nos cede apresentando em este capítulo Plano de aula (para aulas teóricas), Plano de aula (para aulas práticas), Plano de curso (da federal rural do Rio de Janeiro). Além de ser interessante para comparar com o que você pode estar fazendo atualmente, é valido também para complementar o mesmo. Além desses dois temas, o livro também apresenta algumas discussoes muito válidas sobre esporte na sociedade capitalista e avaliação (que é um tema que realmente difícil escrever, pois em nossa área há infinitos debates sobre, porém poucas resoluções). O autor é audaz e apresenta questões como "Qual o sentido da avaliação do processo- aprendizagem?" e continua com mais debates sobre provas objetivas e subjetivas, realmente pontuando uma avaliação do professor de Educação Física.

Um dos capítulos que mais me alertou foi o da utilização dos recursos audiovisuais, pois o autor apoia o uso de tais tecnologias, porém o uso correto. Porque segundo ele muitos profissionais cometem fiascos em suas apresentações e ele pontuou fatores que devemos considerar ao utilizar tecnologias em nossas aulas.

Recomendo a leitura a professores que queiram melhorar sua prática e seu planejamento, assim como seu conhecimento na área da Educação Física e Didática. Boa leitura !

BARBOSA,Claudio Luis de Alvarenga. Educação Física e didática: Um diálogo possível e necessário. Petrópolis, RJ: Vozes, 2.ed, 2011.

Onde comprar?
Lojas americanas >> http://adf.ly/1HuM8p
Submarino >> http://adf.ly/1HuMCr
Amazon >> http://adf.ly/1HuMJX
Saraiva >> http://adf.ly/1HuMPo