Quando vejo um aluno conseguindo realizar uma atividade da aula com perfeição, fico feliz, percebo que aquela criança tem uma aptidão rara, agilidade notável, altura avantajada, conhecimento corporal e experiência motora muito desenvolvida.

   Porém, fico tão feliz quanto nesta situação, quando vejo uma criança com limitações motoras, desenvolvimento reduzido, alguma síndrome, atraso no crescimento e tantas outras dificuldades, tendo a mesma oportunidade de participação, valorização e inserção na aula como qualquer outra.

Bom caminho para você, professor de Educação Física e seja ético, sempre.