Pierre Dulaine (Antonio Banderas) é um dançarino de salão profissional, que se torna voluntário para dar aulas de dança em uma escola pública de Nova York. Pierre tenta apresentar seus métodos clássicos, mas logo enfrenta resistência dos alunos, mais interessados em hip hop. É quando deste confronto nasce um novo estilo de dança, mesclando os dois lados e tendo Pirre como mentor.

Esta história é real e o filme foi baseada nela. Pierre Dulaine certa vez se deparou com um garoto de um subúrbio americano depredando um carro em frente a uma escola. Ao conversar com esse garoto, sentiu o desejo de ajudar, ou tentar mudar o que está acontecendo com os jovens, como professor de dança de salão, resolveu levar essa arte aos alunos do colégio público.

Encontrou resistência logo de início na diretora, que via os alunos apenas como "futuros marginais" (como muitos vêem os jovens de periferia hoje) e incapazes de se interessar pela dança de salão. Mas, diante da insistência, conseguiu pelo menos a autorização para desenvolver seu trabalho com a turma da detenção, considerada a pior turma da escola, já que era formada pelos piores alunos.

Com muitos sacrifícios e riscos, Dulaine conseguiu focar a atenção de seus alunos na dança de salão. Mas do que isso, com a dança, conseguiu fazer esses jovens acreditarem em si, destacando alguns pontos:
- Em uma dança, o homem conduz os passos, a mulher é apenas conduzida;

- Uma mulher somente vai se deixar ser conduzida por um homem em quem confia, com o medo de "cair" no chão; assim, a mulher apenas se entrega a quem merece a confiança dela;

- Ao ter nas mãos a responsabilidade de conduzir uma mulher, um homem aprende a tratá-la com respeito e cuidado: O modo de segurar sua mão, o modo como apoia a mão em seu o corpo, seu ritmo.

O professor Dulaine conseguiu resgatar nesses jovens pobres a confiança em si, transformando aos poucos o modo de cada um pensar sobre si, sobre o outro e sobre tudo ao seu redor. Esses jovens não eram mais rebeldes, eles se tornaram especiais e criaram um laço de amizade muito rico em suas vidas. Mostrando que a oportunidade existe para todos, basta buscá-la com afinco.

** A dança deve ser desenvolvida na Escola, mesmo que você professor não saiba como dançar, invente brincadeiras que utilizem este recurso. As crianças necessitam de ritmo, ás vezes você hoje têm dificuldades na dança, porque o seu professor no passado não se importou ou teve vergonha de tratar deste conteúdo. Pense nisso! **

Curiosidades:

Hoje, mais de 12.000 alunos da periferia norte americana fazem parte do projeto de dança de salão nas escolas, através de Pierre Dulaine.


Bom filme ! E não esqueça de dizer se gostou da postagem !