"Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão". Paulo Freire



Olá professores!
Já surgiu alguma dúvida sobre porque tantos planejamentos na escola? Sentiu um arrepio na espinha só em ouvir falar em planejamento? Então presta atenção nesse texto, pois com ele você vai entender um pouco mais a importância e o que deve conter no plano. Bom aprendizado!

O que é planejamento de ensino? 

O Planejamento de Ensino é a especificação do planejamento curricular. É desenvolvido, basicamente, a partir da ação do professor e compete a ele definir os objetivos a serem alcançados, desde seu programa de trabalho até eventuais e necessárias mudanças de rumo. 

Cabe ao professor, também, definir os objetivos a serem alcançados, o conteúdo da matéria, as estratégias de ensino e de avaliação e agir de forma a obter um retorno de seus alunos no sentido de redirecionar sua matéria. O Planejamento de Ensino não pode ser visto como uma atividade estanque. Segundo Turra et al. (1995): 

"[...] o professor que deseja realizar uma boa atuação docente sabe que deve participar, elaborar e organizar planos em diferentes níveis de complexidade para atender, em classe, seus alunos. Pelo envolvimento no processo ensino-aprendizagem, ele deve estimular a participação do aluno, a fim de que este possa, realmente, efetuar uma aprendizagem tão significativa quanto o permitam suas possibilidades e necessidades. O planejamento, neste caso, envolve a previsão de resultados desejáveis, assim como também os meios necessários para alcançá-los. A responsabilidade do mestre é imensa. Grande parte da eficácia de seu ensino depende da organicidade, coerência e flexibilidade de seu planejamento."

E, Plano de ensino? 

O resultado do planejamento de ensino é o plano de ensino, um roteiro organizado das unidades didáticas para um ano, um semestre ou um bimestre. 

Esse plano deve conter: ementa da disciplina, justificativa da disciplina em relação ao objetivos gerais da escola e do curso, objetivos gerais, objetivos específicos, conteúdo (com a divisão temática de cada unidade), tempo provável (número de aulas do período de abrangência do plano), desenvolvimento metodológico (métodos e técnicas pedagógicas específicas da disciplina), recursos tecnológicos, formas de avaliação e referencial teórico (livros, documentos, sites etc). 

Do plano de ensino resultará, ainda, o plano de aula, onde o professor vai especificar as realizações diárias para a concretização dos planos anteriores.

Qual a importância do Planejamento e do Plano de Ensino para a atividade da docência?  

É primordial que o professor tenha construído o planejamento e o plano de ensino. Pois um afeta e depende do outro e isso influência em todo o trabalho do professor. E que depois resultará em um facilitador para o planejamento de suas aulas.

Para finalizar essas questões e complementar algumas das respostas acima, encontrei esta apresentação que esta de fácil entendimento e muito bem organizada. Confiram a seguir:
     

"Com organização e tempo, acha-se o segredo de se fazer tudo e bem feito." Pitágoras

Olá professores! Gostaram da postagem ? 
Não esqueçam de deixar sua opinião no blog e compartilhem!